O Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE), que integra o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), irá promover entre os dias 24 e 26 de outubro de 2018 o Curso para Operação de Biorreatores de Bancada. Serão apresentados alguns conceitos teóricos envolvendo o tipo e a classificação dos biorreatores, com ênfase em biorreatores agitados mecanicamente (Stirred Tank Reactor – STR), e na parte prática serão abordados calibração, configuração, montagem, monitoramento e operação do biorreator. Com intuito de promover o bom aproveitamento do curso, este será ministrado para grupos de até 8 pessoas e terá carga horária de 24 horas, divididas entre parte prática e teórica.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO CLICANDO AQUI

 

SOBRE O CTBE

O Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) integra o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização social qualificada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). O CTBE desenvolve pesquisa e inovação de nível internacional na área de biomassa voltada à produção de energia, em especial do etanol de cana-de-açúcar. O Laboratório possui um ambiente singular no País para o escalonamento de tecnologias, visando a transferência de processos da bancada científica para o setor produtivo, no qual se destaca a Planta Piloto para Desenvolvimento de Processos (PPDP).

 

SOBRE O CNPEM

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) é uma organização social qualificada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e Comunicações (MCTIC). Localizado em Campinas-SP, possui quatro laboratórios referências mundiais e abertos à comunidade científica e empresarial. O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) opera a única fonte de luz Síncrotron da América Latina e está, nesse momento, construindo Sirius, o novo acelerador brasileiro, de quarta geração, para análise dos mais diversos tipos de materiais, orgânicos e inorgânicos; o Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) desenvolve pesquisas em áreas de fronteira da Biociência, com foco em biotecnologia e fármacos; o Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia de Bioetanol (CTBE) investiga novas tecnologias para a produção de etanol celulósico; e o Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano) realiza pesquisas com materiais avançados, com grande potencial econômico para o país.

Os quatro Laboratórios têm, ainda, projetos próprios de pesquisa e participam da agenda transversal de investigação coordenada pelo CNPEM, que articula instalações e competências científicas em torno de temas estratégicos.

RECEBA AS NOVIDADES SOBRE AS PRÓXIMAS EDIÇÕES
  • DATAS IMPORTANTES

    • Período de inscrições: 10 a 17/setembro
    • Divulgação dos participantes aprovados: 19/setembro
    • Período de realização do curso: 24, 25 e 26/outubro
  • INFORMAÇÕES IMPORTANTES

    • O curso é gratuito, mas serão disponibilizadas apenas 8 vagas por edição
    • A comissão organizadora não disponibiliza auxílio transporte, hospedagem e para refeições
    • O CNPEM dispõe de um refeitório em que os participantes podem almoçar por um valor de R$ 11,45
    • Os participantes devem trazer jaleco de algodão de manga longa e óculos de segurança. Devem também trajar calças compridas e sapatos fechados
    • Participantes devem atentar-se ao prazo de 10 minutos de tolerância de atraso nos três dias do curso
  • PODEM PARTICIPAR

    Alunos de graduação, pós graduação ou profissionais que possuam necessidade de utilizar biorreatores para processos fermentativos em suas atividades. Para o melhor aproveitamento do curso, é necessário que o participante já possua experiência prática em laboratório de bioprocessos, biotecnologia, bioquímica ou correlatos.

  • CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

    A seleção dos participantes será feita pelo comitê organizador, considerando que o candidato deve estar cursando ao menos o último ano de graduação e ter experiência prévia em laboratório. No caso de candidaturas realizadas por pessoas que trabalham no mesmo departamento de uma instituição, será aceita apenas uma candidatura. A distribuição geográfica dos inscritos também é um fator a ser considerado na seleção, a fim de capacitar grupos de diferentes regiões do País.

  • CERTIFICADOS

    A organização fornecerá aos participantes, com no mínimo 75% de presença, um certificado de participação no curso que incluirá carga horária total, para que estudantes possam pleitear validação dos créditos em suas instituições de origem.

  • COMITÊ ORGANIZADOR

    Carlos Alberto de Oliveira Filho
    Daniel Kolling
    Marcia Regina Luchi de Carvalho​
    Mateus Ribeiro da Silva​

    APOIO TÉCNICO
    Emerson Cristiano de Oliveira Rocha​
    Jaqueline Matsusato Souza​
    Rosenilda Senen​
    Suzane Rodrigues Dionísio

    COMUNICAÇÃO
    Lucas Dias
    Murilo Silva de Oliveira
    Viviane Celente

  • ENTRE EM CONTATO CONOSCO