Recomendações para elaboração de plano de trabalho e documentação para o 2º Edital FAPESP/FINEP:

 

  • Apresente a empresa e suas instalações, deixe evidente como sua área de atuação favorece o sucesso no desenvolvimento do desafio;
  • Trabalhe também com a recíproca do porquê o desenvolvimento deste projeto pela empresa pode favorecê-la competitivamente – aumento de know-how, diversificação da linha de produtos, expansão para novos segmentos etc;
  • Saliente na proposta o tipo de inovação que o desenvolvimento do projeto traz para empresa, e para o mercado em que ela está inserida;
  • A importância do projeto para o LNLS deve estar também muito clara, bem descrita, demonstrando absoluta compreensão do problema pela empresa. Essa descrição deve estar fartamente embasada em detalhes técnicos, buscando apresentar números, normas, técnicas/processos;
  • A associação da empresa com empresas parceiras, que possam contribuir em áreas-chaves do processo normalmente é muito bem avaliada pelos assessores das agências, bem como qualquer busca por assistência de entidades que auxiliem na profissionalização da empresa (como SEBRAE), o que demonstra que a empresa conhece suas fragilidades e está em busca de superá-las;
  • A busca de auxílio de especialistas em escolas e universidades é muito bem visto pelos avaliadores, demonstre esse envolvimento sempre que possível;
  • Da mesma forma que FAPESP e FINEP estão disponibilizando recursos para o desenvolvimento do projeto, deixe clara a contrapartida da empresa a este investimento que está recebendo. Embora ela não seja obrigatória, tende a influenciar positivamente a avaliação dos assessores;
  • Ao requerer recursos para folha de pagamento, insira somente os profissionais diretamente envolvidos no projeto. Os assessores costumam questionar a alocação de pessoal e a inserção de um número excessivo de pessoas. Além disso, atenção a incoerências: dizer, por exemplo, que o dono da empresa dedicará 40h por semana ao projeto não é consistente com suas outras atribuições. Se este não for o caso, justifique a alocação requisitada;
 

  • Custeio de viagens e treinamentos devem também estar bem justificados;
  • A utilização de recursos financeiros deve estar bem alinhada com o gerenciamento de riscos do projeto. Por exemplo, a proposta por equipar a empresa com equipamentos antes que o conceito seja demonstrado não parece sábio ao falarmos em equipamentos caros. Mais vale a contratação de serviços que permitam a demonstração do conceito/protótipo, e em resposta ao sucesso, daí sim a empresa se equipa e parte uma próxima fase;
  • Trabalhe fortemente junto à equipe do LNLS na confecção do plano de trabalho. Além disso considere que as instalações do LNLS poderão ser utilizadas para prototipagem. O LNLS possui uma grande quantidade de serviços internos que podem ser utilizados para evitar a contratação de serviços externos. Isso serve de demonstração para os assessores, de que a empresa está trabalhando com grande proximidade ao LNLS;
  • As agências buscarão avaliar as propostas conforme os critérios de: qualidade de projeto de pesquisa/plano de trabalho, experiência da equipe, condições da empresa para o desenvolvimento do projeto, impacto do projeto – contribuição do mesmo para o aperfeiçoamento da empresa e grau de inovação do produto no contexto nacional, e orçamento solicitado.
  • O texto de apresentação da empresa, do plano de trabalho e de negócios, deve possuir redação de qualidade, com formatação de qualidade;
  • Por fim, se sua empresa não possui experiência na elaboração deste tipo de projeto, sugerimos buscar consultorias que possam auxiliar neste processo.