História do Programa

[LEER EN LENGUA ESPAÑOLA]

O Programa Bolsas de Verão foi realizado pela primeira vez em janeiro e fevereiro de 1992, quando o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) desenvolvia o projeto que dotaria o Brasil de uma Fonte de Luz Síncrotron. A partir daquele ano, o Programa passou a ser regularmente realizado sempre nos meses de Verão no Brasil e, também, período de férias para os estudantes universitários da América Latina e Caribe.

Com a expansão do LNLS e a criação de outros Laboratórios Nacionais (LNBio, CTBE e LNNano), o Programa Bolsas de Verão passou a ser realizado de forma integrada pelos quatro Laboratórios Nacionais do CNPEM, nas instalações que formam um campus de pesquisas e desenvolvimento tecnológico, localizado em Campinas, cidade com mais de 1 milhão de habitantes, a 100 quilômetros da capital São Paulo.

O estudante selecionado é orientado – de modo individualizado – por um pesquisador e/ou tecnólogo qualificado de um dos Laboratórios Nacionais do CNPEM. O desafio do estudante é desenvolver um projeto proposto pelo Orientador e apresentar resultados em formas de comunicação oral (seminários) e comunicação escrita em forma de relatório final de pesquisa.

Para viabilizar a realização do Programa Bolsas de Verão do CNPEM são solicitados recursos financeiros a agências de fomento. Somadas as 27 edições do Programa – a última delas realizada em janeiro e fevereiro de 2018 – o Programa Bolsas de Verão já acolheu 360 estudantes.

 

[x]