O Programa Bolsas de Verão (PBV)

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), Organização Social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), realiza anualmente o Programa Bolsas de Verão (PBV). O principal objetivo desse Programa é difundir ciência e estimular jovens estudantes a seguirem carreiras científicas e de desenvolvimento tecnológico. 

O programa é destinado, exclusivamente, a estudantes matriculados em cursos de graduação universitária das áreas de Ciências Exatas e da Terra (incluindo Engenharias e Tecnologias) e Ciências Biológicas e da Saúde de instituições universitárias localizadas em países da América Latina e Caribe. O desafio de cada estudante selecionado(a) é desenvolver um plano de trabalho dentro de um projeto de pesquisa multi- e/ou interdisciplinar proposto por pesquisadores do CNPEM e apresentar seus resultados na forma de seminários e de um relatório final de pesquisa. 

O PBV foi realizado pela primeira vez em janeiro e fevereiro de 1992, quando o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) desenvolvia o projeto de um acelerador de elétrons para a produção luz síncrotron, primeiro equipamento desse tipo no Hemisfério Sul. A partir daquele ano, o Programa passou a ser regularmente realizado sempre nos meses de verão no Brasil e, também, período de férias para os estudantes universitários da América Latina e Caribe.

Com a expansão do CNPEM, o PBV passou a ser realizado de forma integrada, recebendo mais de 400 estudantes ao longo das 29 edições realizadas até 2020.

Após um hiato provocado pela pandemia de COVID-19, o PBV será retomado no verão de 2023, para a sua 30ª edição. 

#PBV30

Datas importantes

  • De 1 a 20 de setembro de 2022 – Período de inscrição para o PBV30
  • A partir de 24 de outubro de 2022 – Divulgação dos selecionados (leia mais detalhes no Edital)
  • De 6 de janeiro a 24 de fevereiro de 2023 – Período em que os estudantes realizarão a 30ª edição do PBV

Sobre o CNPEM

Ambiente sofisticado e efervescente de pesquisa e desenvolvimento, único no Brasil e presente em poucos centros científicos do mundo, o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) é uma organização privada sem fins lucrativos, sob a supervisão do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). O Centro opera quatro Laboratórios Nacionais e é o berço do projeto mais complexo da ciência brasileira – Sirius – uma das fontes de luz síncrotron mais avançadas do mundo.

O CNPEM reúne equipes multitemáticas altamente especializadas, infraestruturas laboratoriais globalmente competitivas e abertas à comunidade científica, linhas estratégicas de investigação, projetos inovadores em parceria com o setor produtivo e formação de investigadores e estudantes. O Centro é um ambiente impulsionado pela pesquisa de soluções com impacto nas áreas de Saúde, Energia e Materiais Renováveis, Agroambiental, Tecnologias Quânticas. A partir de 2022, com o apoio do Ministério da Educação (MEC), o CNPEM expandiu suas atividades com a abertura da Ilum Escola de Ciência. O curso superior interdisciplinar em Ciência, Tecnologia e Inovação adota propostas inovadoras com o objetivo de oferecer formação de excelência, gratuita, em período integral e com imersão no ambiente de pesquisa do CNPEM.

O que o Programa oferece?

  • Passagem desde o local de residência para Campinas, São Paulo, Brasil e retorno ao local de residência em meio de transporte e roteiros à critério do CNPEM, de modo que o estudante chegue à Campinas no dia 5 de janeiro e retorne ao seu local de residência até o dia 26 de fevereiro de 2022;
  • Hospedagem em instalações tipo pousada, hostel ou alojamento de pesquisadores, no campus do CNPEM ou outro local em Campinas, em sistema duplo (dois estudantes em cada quarto), com café da manhã e comodidades como acesso à internet, troca periódica de roupas de cama e banho;
  • Almoço no Refeitório do CNPEM, de segunda a sexta-feira, no padrão idêntico ao oferecido a funcionários, bolsistas, estagiários e visitantes. Se a hospedagem dos bolsistas for no campus o jantar será no Refeitório do CNPEM;
  • Traslado diário entre o local de hospedagem e o campus do CNPEM e retorno ao local de hospedagem (de segunda a sexta-feira);
  • Ajuda financeira, em moeda do Brasil (Real), em valor a ser definido quando do início do Programa, destinada a cobrir despesas com deslocamento do Bolsista desde sua residência até o local de embarque para viagem à Campinas, deslocamento desde aeroporto/rodoviária até o local de hospedagem, deslocamento desde o local de hospedagem até rodoviária/aeroporto e outros gastos pessoais;
  • Acesso a seminários e palestras no CNPEM;
  • Orientação individualizada feita por Pesquisador (a) e/ou especialista(a) do quadro interno em uma das unidades do CNPEM;
  • Apoio e acompanhamento psicológico e pedagógico durante o período de realização do PBV30;
  • Cobertura de seguro de assistência médica.

Obrigações exigidas aos estudantes:

  • Dedicação exclusiva ao projeto científico e/ou tecnológico que será apresentado no primeiro dia do PBV30, no campus do CNPEM, em Campinas, São Paulo, Brasil, de segunda a sexta-feira, totalizando no mínimo 40 horas semanais aplicadas ao desenvolvimento do seu plano de trabalho.
  • Participação obrigatória em todas as atividades previstas no PBV30 (por exemplo: treinamento de ambientação, apresentação de Seminários e visitas internas aos Laboratórios Nacionais).
  • Apresentação de Seminários, conforme orientações específicas que serão fornecidas durante o período de realização do Programa.
  • Cumprimento de prazos estabelecidos pelos Orientadores e Gestores do Programa.
  • Cumprimento de Normas Internas do CNPEM.
  • Cumprimento do Código de Conduta do CNPEM.
  • Aceitação do Termo Cessão de direitos de imagem.
  • Participação em eventuais ações de divulgação das atividades do PBV/CNPEM.

Comitê Gestor do PBV30

Adriana Franco Paes Leme – LNBio/CNPEM

Gustavo Martins Moreno – CNPEM 

João Luís Nunes Carvalho – LNBR/CNPEM 

Juliana Helena Costa Smetana – ILUM/CNPEM 

Renato Sousa Lima – LNNano/CNPEM 

Verônica de Carvalho Teixeira – LNLS/CNPEM – coordenadora

Leia aqui o Edital do PBV30

Leia atentamente as regras da 30ª edição do Programa Bolsas de Verão antes de se inscrever e saiba quem pode participar, os critérios de avaliação, resultados e outras informações importantes. Ir para Edital PBV30

Siga o CNPEM nas redes sociais

InstagramLinkedInYouTube

Perguntas mais frequentes

Estou no exterior participando de um intercâmbio entre universidades. Posso me inscrever como candidato ao Programa Bolsas de Verão do CNPEM?

SIM, você pode se inscrever através do Formulário de Inscrição destinado a estudantes matriculados em instituições de ensino localizadas no Brasil. Em caso de ser selecionado para participar do PBV30, você deverá estar em Campinas do dia 5 de janeiro até o dia final do Programa 24 de fevereiro de 2023). Você deverá estar em seu local de residência no Brasil, indicado no Formulário de Inscrição, que será considerado para a emissão de passagem com destino a Campinas e posterior retorno.

Posso apresentar Carta de Recomendação do meu orientador (a) em programas de intercâmbio ou estágio em instituições de pesquisa ou empresas?

SIM. A carta deve obedecer ao padrão exigido, ou seja, ser escrita em Língua Portuguesa, Inglesa ou Espanhola em papel da instituição do Orientador (a), assinada e transformada em arquivo PDF para envio junto com o Formulário de Inscrição. O CNPEM não recebe documentação avulsa. Também não recebe e-mails com recomendações de candidatos.

Tenho Bolsa de Iniciação Científica de agência de fomento. Posso me candidatar ao Programa?

SIM, você pode se candidatar. Em caso de ser selecionado, você terá que ficar dedicado integralmente às atividades do PBV30, em Campinas, São Paulo, com chegada no dia 5 de janeiro e dedicação integral até o dia final do Programa, em 24 de fevereiro de 2023. Os Benefícios oferecidos pelo Programa Bolsas de Verão não impedem que você receba a Bolsa de Iniciação Científica. Sua ausência das atividades de Iniciação Científica deverá ser objeto de acerto junto à sua instituição de ensino e o(a) Orientador(a).

Terminei todos os créditos previstos na grade curricular do curso e estou apenas fazendo o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Posso me candidatar?

NÃO. Todo candidato ao Programa deve comprovar, pelo Histórico Escolar, que está enquadrado nos critérios informados no Edital PBV30

Em caso de ser selecionado poderei propor um projeto que gostaria de desenvolver durante o Programa?

NÃO. Cada candidato indicará no ato da sua inscrição até dois projetos/áreas de interesse que serão publicados na página do PBV. No entanto, somente saberá qual é o projeto, plano de trabalho e o seu respectivo(a) orientador(a) quando chegar ao campus do CNPEM em 6 de janeiro de 2023. O projeto será vinculado ao seu perfil, indicado na documentação enviada junto com o Formulário de Inscrição e na justificativa indicada em sua carta de motivação.

Minha primeira matrícula no curso foi em 2022 e já estou fazendo Iniciação Científica. Posso ser candidato ao Programa Bolsas de Verão?

NÃO. Os requisitos básicos para se candidatar estão informados no Edital PBV30. O(a) candidato(a) – quando da inscrição – deverá no mínimo estar matriculado no terceiro semestre do curso.

As férias do meu curso terminarão em 20 de fevereiro de 2023. Nessa situação poderei terminar meu projeto com antecedência?

NÃO. TODOS os participantes do PBV30 assumirão o compromisso de estar em Campinas do dia 5 de janeiro a 24 de fevereiro de 2023 e participar das atividades previstas, com dedicação exclusiva e intensa. O CNPEM fornecerá a cada estudante uma Declaração Comprobatória de sua participação no Programa, adequada para apresentação à Coordenação do Curso, visando abonar eventual falta.

A participação no Programa Bolsas de Verão do CNPEM serve como carga horária para cumprimento de estágio obrigatório ou atividade complementar prevista no meu curso?

O CNPEM não pode intervir em decisão que é autônoma de cada curso. Ao final do Programa, após o cumprimento de todas as exigências pelo estudante, será emitido um CERTIFICADO no qual constará a carga-horária aplicada no Programa. É esse documento que você poderá apresentar na sua instituição/curso para análise relacionada ao tema da pergunta. O CNPEM dispõe de Programa Unificado de Estágio (PUE), com chamada anual, e com regulamentação específica aplicável a esse tipo de atividade acadêmica.

Em minha universidade ocorreu greve que afetou o calendário de aulas. Só entrarei em período de férias dia 15 de janeiro. Se eu for selecionado poderei iniciar as atividades no Programa após essa data?

NÃO. Todos os estudantes selecionados para participar do PBV30 deverão estar em Campinas no dia 5 de janeiro de 2023 e ficarão dedicados integralmente às atividades do Programa até a data de encerramento, em 24 de fevereiro de 2023, quando retornarão aos seus locais de origem.

Tenho diploma de bacharel em curso da área de Humanidades e, agora, estou matriculado em curso da área de Exatas. Posso ser candidato ao 30º Programa Bolsas de Verão do CNPEM?

NÃO. Serão aceitos como candidatos apenas estudantes que não tenham graduação prévia, mesmo que essa seja de área de conhecimento não abrangida no Programa.

Meu curso tem desdobramento automático, com a concessão, primeiramente, do Bacharelado, e, em seguida, da Licenciatura [como em Química, por exemplo]. Posso ser candidato?

SIM, desde que as demais exigências previstas no Edital do PBV30 sejam observadas e você esteja enquadrado.

Posso escolher em quais Unidades do CNPEM quero fazer a atividade do Programa caso seja selecionado?

NÃO. Você indicará, no ato da inscrição, até dois Projetos temáticos do seu interesse. O plano de trabalho que lhe será destinado estará enquadrado nesses projetos mais amplos. Devido ao caráter multi- e interdisciplinar das atividades de pesquisa e desenvolvimento tecnológico realizadas pelos pesquisadores e especialistas que atuam no CNPEM, o projeto poderá estar alocado em qualquer uma das unidades do Centro.

A carta de motivação do candidato explicando o porquê de participar do PBV30 pode ser dispensada?

NÃO. A carta é um dos documentos exigidos no ato de inscrição. Ela é muito importante no processo de análise pois deverá ser suficientemente bem escrita e contar quais são suas aspirações, suas origens, suas perspectivas de aprendizado etc. Em síntese, tenha em mente que ao ler a carta cada avaliador da sua candidatura espera poder compreender quem é você e o porquê de ter indicado os tais projetos como sendo de seu interesse. Sua carta de candidato deve ser assinada.

Após enviar minha inscrição posso atualizar meu Currículo na Plataforma Lattes caso tenha novas informações a acrescentar?

SIM. É importante manter o Currículo na Plataforma Lattes do CNPq sempre atualizado. Esta é uma regra válida para toda a sua vida acadêmica. Obrigatoriamente, quando da inscrição ao PBV30 seu CV na Plataforma Lattes deverá estar atualizado.

Posso dispensar o benefício da hospedagem em Campinas, pois tenho parentes na cidade?

NÃO. É regra que todos os participantes do PBV30 fiquem hospedados num único local durante todo o tempo de permanência do Programa, para favorecer o intercâmbio de ideias, culturas e sessões de estudo, necessárias ao bom desempenho no projeto individualizado de cada Bolsista do Programa.

 

Rua Giuseppe Máximo Scolfaro, 10.000
Polo II de Alta Tecnologia de Campinas
CEP 13083-970 – Campinas/SP, Brasil
Tel.: +55 19 3512-1010

Contato

Nome(obrigatório)
E-mail(obrigatório)